TOCANDO AGORA
Louvores
Ligue
(62) 9 92705164

BLOG/NOTÍCIAS

Caixa paga 1ª parcela do auxílio emergencial a mais de 405 mil pessoas

A Caixa Econômica Federal informou que 405.163 mil pessoas recebem hoje (16) a primeira parcela do auxílio emergencial do governo federal. Na última quinta-feira (14), o banco recebeu da Dataprev o novo lote de beneficiários aprovados. No total, estão sendo disponibilizados R$ 246 milhões em 311.637 contas da Caixa e 93.526 em contas de outros bancos.

Veja como será o pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial

A Caixa Econômica Federal começará a pagar a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 a partir da próxima segunda-feira (18), informou o presidente do banco estatal, Pedro Guimarães.Ao todo, cerca de 50 milhões de pessoas estão inscritas no programa. O benefício é pago para trabalhadores informais e pessoas de baixa renda, inscritos do cadastro social do governo e no Bolsa Família.

Governo inclui academias e salões em atividades essenciais na pandemia

Um decreto para incluir academias de ginástica, cabeleireiros, barbearias e salões de beleza como atividades essenciais durante a pandemia do novo coronavírus foi publicado hoje (11) em edição extra do Diário Oficial da União. Pelo dispositivo, essas atividades passam a ser consideradas essenciais, desde que obedecidas determinações sanitárias do Ministério da Saúde.

Auxílio emergencial poderá durar mais que três meses, diz secretário

Criado para aliviar a perda de renda da população afetada pela crise econômica gerada pela covid-19, o auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras) poderá ser mantido após o fim da pandemia. A afirmação é do secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia.

Governador diz que estados americanos erram ao reduzir restrições

Os estados norte-americanos que estão reativando as economias, apesar das taxas de infecção crescentes do novo coronavírus, cometem um erro, disse o governador de Nova York, Andrew Cuomo, nessa quarta-feira (6), pedindo que essas decisões sejam baseadas em fatos e dados, e não em política.

Teich diz que fechamento total é recomendável em cidades em situação crítica

Com um discurso bem mais cauteloso sobre o cenário de contaminação e mortes pela covid-19 no País, o ministro da Saúde, Nelson Teich, admitiu pela primeira vez que a adoção de medidas de fechamento total (lockdown) de cidades, com manutenção apenas de serviços essenciais, deve ser efetivada no País em determinados casos.